CASA VOGUE

Decoração vintage em tons de cinza e rosa é destaque em apartamento.

Maximiliano Crovato deu um refresh nos interiores para condizer com o novo momento de vida do morador.

Tem horas que a nossa casa, lugar onde moramos há tanto tempo, deixa de ter a nossa cara. E isso, muitas vezes, não tem nada a ver com a localização ou o tamanho da morada, mas sim com o décor. Por isso, é sempre bom renovar as energias, trocando determinados elementos para que o lar acompanhe também os momentos de vida de cada um. Essa missão que guiou todo o projeto de Maximiliano Crovato neste apartamento, que ganhou decoração vintage com o uso de elementos cinza e rosa.

Decoração vintage é destaque em apartamento pequeno (Foto: Divulgação)

O cliente hoje tem 55 anos, mas vive ali desde 2007, quando chamou Max pela primeira vez. O apartamento de 100 m² fica dentro de um prédio de 1958, no Paraíso, em São Paulo, e teve a estrutura original mantida, já que a primeira reforma havia mexido nas áreas de circulação. O restauro dos tacos de madeira e a pintura geral deram nova cara para as cores da casa, que também permaneceram as mesmas.

 

Decoração vintage é destaque em apartamento pequeno (Foto: Divulgação)

No living, o sofá foi revestido com veludo lilás para contrastar com a bela poltrona suspensa Bubble (1962), design de Eero Aarnio – a peça é herança da mãe do morador, que exigiu um espaço especial para ela na decoração. Por ali, a marcenaria do móvel da TV também foi refeita, com 5 metros de comprimento, abrigando também a coleção particular de discos e filmes. As tapeçarias (no piso, um modelo geométrico da By Kamy e na parede uma de Rubico, de 1950) trazem aconchego para o cômodo.

Decoração vintage é destaque em apartamento pequeno (Foto: Divulgação)

A vibe vintage revisitado do apartamento também é vista na sala de jantar, com cadeiras de 1970, na Espaço Cardeal, mesa de aço cromado de Yutaka Toyota e arandela, design de Tobia Scarpa, também de 1970.